A Comissão de Esporte (CESPO) da Câmara dos Deputados aprovou, ontem, (09/08), por unanimidade, o substitutivo de autoria do deputado Márcio Marinho (PRB-BA) ao Projeto de Lei 1966/2015 (clique e veja aqui o projeto original), que reconhece o caráter educacional e formativo da capoeira em suas manifestações culturais e esportivas e permite a celebração de parcerias para o seu ensino nos estabelecimentos de educação básica, públicos e privados.

Este Projeto de Lei (veja aqui o substitutivo) permite a celebração e parcerias para o ensino da capoeira nos estabelecimentos de educação básica, públicos e privadas, mas, ao mesmo tempo, torna obrigatória a celebração desta parceria somente com entidades ou associações que sejam vinculadas a entidades de administração do desporto da capoeira, como prevê o artigo 2º deste projeto de lei.

Audiência Pública realizada na Câmara não levou em conta o que foi debatido

Em audiência publica realizada no dia 25 de agosto de 2015, capoeiristas presentes deixaram bem claro a preocupação com a esportivização da capoeira, mas parece que isto não foi levado em conta no parecer do relator.

Na ocasião, conforme escreveu Paulo Magalhães (Sem Terra), A própria representante do Ministério dos Esportes, a Srª Andrea Ewerton, se contrapôs aos capitães do mato citando Paulo Freire e indagando:” “quem disse que o saber popular é menor do que o saber acadêmico”? “Afirmou que o Ministério está trabalhando em torno de uma concepção ampliada de esporte e construindo um sistema” “multidisciplinar, multiprofissional, multicultural”. “Em nome do governo brasileiro, desmascarou as falácias dos capoeiristas de gabinete:” “enquanto Ministério do Esporte quero dizer que não é verdadeiro a necessidade da institucionalização, ou organização, para ter acesso ao recurso público. O Ministério do Esporte está na contramão talvez das reflexões que vocês colocaram”.

Portanto, o que vislumbramos é mais uma luta que teremos que travar para tirar, mais uma vez, a nossa capoeira das mãos dos capitães do mato. O projeto segue agora para a apreciação na Comissão de Educação (CE) e posteriormente irá para a Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ), onde tentaremos reverter este quadro.

Foto: Câmara dos Deputados

8 COMMENTS

  1. Eu não sei o porquê o dia do capoeira é comemorado da 3 de agosto,esta lei aprovada aparti de quando. Vai começa vai funcionar qual vai ser o valor da remuneração di professor de capoeira que estará desenvolvendo as aulas nas escolas…..

  2. Eu não sei o porquê o dia do capoeira é comemorado da 3 de agosto,esta lei aprovada aparti de quando. Vai começa vai funcionar qual vai ser o valor da remuneração di professor de capoeira que estará desenvolvendo as aulas nas escolas

  3. Até quando vamos deixar isso acontecer?
    Vamos a luta. Ano q vem tem eleição vamos tirar tudo.
    Quem lhes deu autorização pra falar por nos??

  4. Para todos os capoeira é de súmula importância, pois é a porta para capoeira expor a sua força e real sentido de legado deixado pelo o mestre Bimba. Através da sua ideologia, interpretando a expressão deixada pelo escravos, desejo de governa o país formado por uma miscigenação de culturas de povos de características de princípios os quais descende a origem da existência das primeiras civilizações humanas. Extintas provavelmente pelos os cataclismo do tempos. Em fim, mestre bimba descreve tais sabedoria oculta, quando escolhe o símbolo da regional sem revelar como obteve o conhecimento de antigo mestre; que o qual instruiu todos os conceitos evolutivo de todos os nossos séculos. O mestre Hermestrismegismo. Entodavia representa pela escolha do símbolo da capoeira regional. Símbolo de significado quão místico a ser seguido. Pois então, ao tal projeto, é só escolher o seu discípulo Mestre Itapoan como líder e senador. Através de uma votação direta. Assim feito, haverá um verdadeiro reconhecimento e respeito pela capoeira

  5. Deveremos nos levantar enquanto capoeiristas e brasileiros zelosos de nossa cultura dizendo um sonoro não a este horrendo comportamento que parte de uma instituição religiosa com claros objetivos de desmantelar nossa cultura. UM SONORO NÃO!

  6. Esse grupo visa, interesses de monopolio para ter facilidades em sues projetos, nao esta levando enconta o mestre que le ensinou muitos antes de qualquer lei. Sou contra a essa manobra absurda.
    Mestre Pacheco Angoleiro – Presidente da Uniao Olindense de Capoeira – UNOCA.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here